blogue1

Os grandes ditadores de Vigo

Os grandes ditadores são capazes de invocarem o inimigo exterior para justificarem o domínio que exercem sobre o povo e a sua estrutura de poder e corrução. Exemplos há a moreas.
Os anãos da elite empresarial viguesa, desde o Minarete de Vigo, de novo mostram o já monótono localismo vigués, sinalando a conjura das “Terras Altas”. Tudo para justificarem o ridículo e o absurdo dum pacto PP-PSOE que se faz não para defender os interesses das pessoas de Vigo, mas para defender os interesses dos políticos profissionais, as legiões de apadrinhados, os projectos urbanísticos e de gasto público, e para chupar dinheiro dos impostos em favor duns empresários indignos de se chamarem assim, pois são em realidade sargentos chusqueiros, correia de transmissão e caciques locais do sistema corrupto de partidos. Também na origem da sua riqueza e poder foram tudo isso a respeito do regime de Franco, que lhes regalou, entre outras muitas cousas, os recursos energéticos, uma Zona Franca, um porto e um aeroporto. Tudo a expensas de expropriarem as terras dos verdadeiros empresários e empresárias da cidade, e mesmo levando estes a trabalhos forçados, como no caso de Peinador.
Na trincheira das luxuosas sedes das ruas República Argentina e Garcia Barbom, com centros de metros quadrados devotados a escritórios, pessoal e actividades improdutivas, o sindicato empresarial, subvencionado a fundo perdido com os nossos impostos, continua dando por bom tudo o que suponha a ruína material da cidade e a destruição dos nossos recursos, para que as suas empresas possam fazer o que lhe saia do nabo e no lugar que lhes saia, e converterem as verdadeiras empreendedoras viguesas na sua mão de obra escrava.
Não queremos mais ouvir falar dos malvados da Corunha, queremos que vocês se auto-dissolvam de uma vez, que entreguem e devolvam os recursos que nos expropriaram para que os proprietários rurais e os autônomos, os verdadeiros empresários e empresárias desta cidade, comarca e País possam se organizar por si mesmos para desenvolverem economias, indústrias e fontes de energia sustentáveis.

Uma opinião sobre “Os grandes ditadores de Vigo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>