DEUS E DO PP copia

Porrinho, Ponte-Vedra… Quem demite?

O imputado alcaide do Porrinho, Nelson Santos, confia-se a Deus. Ele chegara ao poder mediante uma moção de censura na que o Partido Popular foi capaz de perdoar quem anos atrás marchara da casa do Pai para foçar com nacionalistas e socialistas. Este bom cristão não considera imoral nem pedra de escândalo o facto de ter graves imputações junto com outras 8 pessoas do PP e próximas. Tampouco o seu partido correligionário parece considerá-lo um assunto de importância. Mais importante é que este bom pastor leva as almas polo bom caminho o dia das eleições, polo que deve ser recompensado com o cento por um nesta vida, que para os políticos profissionais é eterna.
E é que o Prêmio eterno que recebem aqueles que perseveram na política profissional é uma boa razão para não abandonar nunca o poder. A vereadora de Ponte-Vedra Maria Bienpija, é outra divina pastora que também deixou a casa do Pai por não ser bem compreendida. A sua ex-irmã na fé Rocio de Sinde confia em que volte aginha. Entretanto a díscola vereadora continua a receber alto salário, dietas e pluses que são incrementados por formar um grupo novo e uni-pessoal.
A Casa do Pai e as demais Igrejas, que sempre puderam evitar os cismas com o medo às trevas exteriores vêm como o exemplo de Carminha ex-AGE no Parlamento galego se propaga, e o dia da apocalipse se aproxima. Já não são só os profetas quem anunciam a fim do Estado e a política profissional. A própria merda que têm estes pode antecipar o seu fim. Que Deus nos colha confessados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>